Páginas

segunda-feira, 8 de abril de 2019

Como eu Colocaria os X-Men no MCU.


(Arte de Jim Lee.)


Com a compra da Fox pela Disney, quase todas
as propriedades e franquias da mesma, irão mudar de dono
e uma que os fãs mais se interessam em saber como
será abordada são os X-Men.


Nos quadrinhos, os mutantes habitam o mesmo universo
de Vingadores, Homem Aranha e cia, mas no cinema como
sabemos a coisa é bem diferente.

Desdo ano 2000, tivemos filmes dos X-Men (e derivados) produzidos
pela Fox.

Muitos são ótimos como X-Men 2, Deadpool e Logan.

Outros são insossos que é o caso
de o Confronto Final e o Origens Wolverine
(e eu temo que Fênix Negra se junte á eles).


Bem, Novos Mutantes e o já citado
Fênix Negra serão os últimos filmes
desse universo da Fox e depois
disso, os mutantes irão sofrer um reboot
e de alguma forma serão inseridos no
MCU.


Existem milhares de teorias na internet, que especulam
como isso vai acontecer.

Algumas são boas, outras não.

Nessa postagem, eu não tentarei criar mais uma teoria
e sim, mostrar como eu faria pra introduzir os mutantes
nesse novo universo.



Vamos lá.





Realidade Reescrita 




Na minha versão da história eu faria o seguinte:

Após os acontecimentos de Vingadores: Ultimato  
a linha do tempo do MCU seria reescrita e 
além de reverter o estalo de dedos do Thanos, iria ocorrer
o surgimento dos mutantes.

Seria estabelecido que os mutantes sempre existiram e agora
eles seriam inseridos na história humana.


Os X-Men teriam surgido ainda antes dos Vingadores
no início dos anos 2000, fundados por Charles Xavier
para tentar estabelecer uma convivência pacífica entre os
mutantes e a humanidade.

Sim, nessa minha história, as pessoas já saberiam da
existência dos homo-superior á décadas.

Bem, hora de falar qual seria a minha formação da
equipe nesse idealizado filme.





Ciclope




Como líder da equipe, não poderia ser outro senão ele.

Eu escolheria um ator entre os vinte e cinco e trinta anos
e o seu uniforme seria uma mistura com esse dos anos 90,
com o do início dos anos 2000.








Wolverine



É lógico que ele estaria no longa e o ator para
vivê-lo deveria ter uns trinta anos.

Eu não escolheria um ator muito alto desta vez (foi mal Jackman)
e sim alguém de estatura média.

O visual poderia ser mais ou menos parecido com o design dos
uniformes do Capitão América.







Tempestade



Escolheria uma atriz sem muito renome, mas com talento o suficiente para
interpretar a Ororo.

A história também daria grande importância para a Tempestade,
deixando ela como a segunda em comando da equipe (e eventualmente
em alguns dos filmes futuros ela seria líder dos X-Men).









Fera






O Dr. Henry McCoy é outro clássico membro da equipe que
estaria no filme, só fico em dúvidas se o faria com maquiagem
como nos filmes anteriores ou usando CGI.









Vampira




Ao contrário da apagada Vampira que tivemos até hoje, ela
nesse filme hipotético seria aquela que adorávamos nos anos 90.

Brincalhona, irônica e segura da sua sensualidade e claro
o seu drama de não poder ter contatos físicos, seria abordado.






Gambit




Gambit, Gambit, coitado desse rapaz.

Foi porcamente inserido no universo da Fox
em Origens Wolverine e depois virou uma piada
entre os nerds, por causa da produção eterna de um filme
que nunca viu a luz do dia.


Nesse filme ele teria a sua redenção sendo um dos membros
da equipe e interesse amoroso da Vampira (logicamente).

E claro, ele não seria vivido pelo Channing Tatum.








Psylocke 





Apesar de ter gostado do visual da Psylocke da Olivia Munn dentro do contexto
da história de X-Men: Apocalipse,
desta vez eu escolheria uma atriz realmente asiática pro papel e mudaria
o uniforme dela para algo no estilo da arte acima.

Antes que me acusem de querer tirar a sensualidade da personagem, eu
explico que só quero que ela vista uma roupa mais prática e eu sou totalmente
contra a tirar o lado feminino das mulheres, mas também tenho bom senso
pra saber que certos visuais são só fan services mesmo.
















Jubileu 




Como aconteceu no desenho dos anos 90, a Jubileu seria o ponto de vista
do público no filme.

Ela seria uma novata nos X-Men e através da perspectiva dela é que seríamos
apresentados á essa nova versão da equipe nos cinemas.


O visual dela não seria muito diferente dessa arte acima
e logicamente eu escolheria uma atriz com traços orientais.











Charles Xavier



E claro teríamos o mentor do grupo Charles Xavier
que com certeza deveria ser vivido por
algum ator de renome como o Bryan Cranston por exemplo.



Estabelecida a equipe principal dos X-Men no longa,
hora de falar quais seriam os vilões da história.












Magneto e os seus acólitos.



Sim, acho que não tem melhor vilão pra começar a contar
a história dos X-Men no MCU, do que o principal
antagonista da equipe.


Mas para inovar um pouco, desta vez eu traria o
Magneto acompanhado de seus acólitos ao invés
de mais uma versão da Irmandade de Mutantes.


Bem, contar a história do Magneto e não mencionar
o seu passado doloroso no Holocausto é impossível, mas
pra ele não ser mais velho do que deveria, uma solução
poderia ser aquela máquina de rejuvenescimento que
foi abordada em X-Men: Evolution (não encontrei
informações que ela exista nas HQs, mas creio que sim).

Acho que isso iria justificar bem, uma aparência mais jovial para
o vilão.



E apesar de querer focar nos acólitos liderados por Fabian Cortez, eu 
acho que seria legal ter também 
uma Mística vilã do lado do Magneto.







E é isso galera, espero que tenham gostado dessa postagem
(mais uma com estilo de "fanfic", tenho que maneirar com isso).




Até a próxima.





















quarta-feira, 3 de abril de 2019

The Ultimate Tournament Fighters



Vendo os crossovers que as empresas japonesas de games de luta vem
fazendo nos últimos anos (principalmente a Namco com Tekken),
eu e um amigo meu (cumprimenta a galera aí, Bruno), começamos
á especular se um mega crossover não estaria sendo planejado
para um futuro próximo.


Não tem rumor nenhum sobre isso e provavelmente
nunca vai acontecer, mas mesmo assim eu comecei á imaginar
como seria um jogo desses.

Então parecido com a postagem que eu fiz sobre o Jump Force 
, resolvi fazer esta também sobre esse hipotético
jogo de luta-mega-evento.


E The Ultimate Tournament Fighters é só um nome
pra ilustrar, não quer dizer que o nome final do jogo
seria esse mesmo.

Vamos em frente.





Quais seriam as franquias no crossover ?




O jogo seria uma parceria entre Capcom, Namco,
Tecmo, SNK e Sega e traria personagens de
Tekken, Street Fighter, The King of Fighters,
Virtua Fighter e Dead or Alive.



Esclarecendo isso vamos continuar.










A Jogabilidade



O sistema  do jogo teria características das franquias
que o compõe.

Poderia ter as V-Skills, V-Triggers e as V-Reversals do Street Fighter
e o sistema de time de trios que é o clássico do KOF.


Em relação aos especiais, cada um dos personagens teriam 
dois deles.

Um ativado da maneira comum, quando a sua
barra de especial atinge o máximo e um desperation move, 
mecânica que a SNK usa desde sempre em seus games e
que também foi adotada no Tekken 7 (chamadas nele de Rage Arts).

Pra quem não sabe, desperation moves são
especiais ativados quando a barra de sangue do
personagem está perigosamente perto de acabar.


Outra coisa que eu incorporaria são os zoom nos
especiais, adotados no Dead or Alive 6.

Acho bem legal ver os ataques especias daquela
maneira (principalmente quando os golpes acertam
as caras dos personagens, he he he).


E por fim, poderiam ter modos de jogo
com as arenas especiais com paredes eletrificadas
e bombas no chão de Dead or Alive e
também os Ring Out de Virtua Fighter.









Os Gráficos



Em relação ao visual do jogo, eu faria o seguinte: 
Para os homens, eu usaria os aspectos de Tekken.

Acho que ele é o game que melhor soube misturar
traços de anime e realismo.

Ao contrário da maioria, eu até gosto dos visuais dos
personagens no Street Fighter V (exceto os do
Akuma e Blanka, aquilo não dá), mas acho que o estilo
dele não iria combinar para esse jogo.

E para criar as aparências das mulheres no game, nada melhor
que um especialista no assunto: A Team Ninja.

Eles dariam para elas os rostos lindos e os corpos esculturais 
que estamos acostumados á ver em Dead or Alive (o quê foi ?).


Outra coisa que iria inserir no game seriam os cenários destrutivos e 
as transições, coisas que DOA faz um bom tempo e o Street
também adotou um pouco no V.



E pra finalizar essa parte, seria bom se os personagens
ficassem machucados no decorrer das lutas.

A SNK já fez isso com Art of Fighting por exemplo
e também tem no DOA.

Não seria nada no nível Mortal Kombat é claro,
com ossos expostos, mas um hematoma ali, um
olho roxo aqui, uma roupa rasgada acolá, poderia
ter sim.






A História



É aqui que o bicho pega meu irmão, qual seria a trama desse jogo ?

Qual história justificaria o encontro de personagens
de universos distintos ?

Bem, eu acho que tenho algumas ideias.



Murugan é o deus multiversal da luta.

Desdo início dos tempos, ele vem se alimentando das
energias geradas pelos confrontos, guerras e lutas
que ocorrem no multiverso, porém o seu apetite se torna
tão insaciável, que o deus resolve organizar um torneio
de artes marciais convocando guerreiros de cinco universos
diferentes, visando se alimentar da energia gerada por esse embate.

Porém a energia será tamanha, que pode destruir esses cinco universos.

Os guerreiros dos mesmos teriam que descobrir isso e se unirem para impedir
o desastre.

Tá, não é a coisa mais inspirada do mundo, mas acredito que funcionaria
para esse jogo.


E quais seriam os personagens do game ?

Vamos lá ver.







Street Fighter



Ryu, Chun-Li, Ken, Cammy, M.Bison e Akuma.








The King of Fighters


Kyo, Terry, Ryo, Iori, Mai e Geese.








Tekken


Kazuya, Jin, Heihachi, Nina, Asuka e Yoshimitsu.







Dead or Alive



Kasumi, Ayane, Hayate, Ryu Hayabusa, Tina e Raidou.








Virtua Fighter




Akira, Pai, Jacky, Sarah, Kage-Maru e Vanessa Lewis.






E claro, o chefe final seria o tal Murugan.


Ao contrário do que eu fiz na postagem do Jump Force, onde
os personagens tinham times específicos no modo história, aqui
os times iriam se formar por causa das circunstâncias da trama
( E por puro fan service também, é lógico).




Por exemplo: A história poderia começar com um time formado
por Ryu, Chun-Li e Ken, mas no decorrer dela poderiam ter outros
times como um da SNK (Kyo, Terry e Ryo), um de vilões (Geese, Raidou
e M.Bison), um de garotas (Chun-Li, Kasumi e Mai) e até um
com os "karatekas sisudos" Ryu, Ryo e Akira.


Bem e é isso galera, espero que tenham gostado de mais uma
postagem nesse estilo.


Irei documentar isso aqui muito bem, pois se algum dia
um jogo desse realmente acontecer e tiver semelhanças com
as minha ideias, irei acionar os meus advogados (até parece).



Até a próxima.





sábado, 30 de março de 2019

Como eu faria o Jump Force - Parte 2.



Bem, na parte 1 eu estabeleci como
seria a jogabilidade, os gráficos, a história
e o elenco de heróis desse meu Jump Force hipotético.

Nessa segunda parte, mostrarei quais seriam
os times de vilões e a trilha sonora do game.

Vamos começar.








Universo "Real"



Os vilões originais criados para o jogo que
representariam o mundo real.






Universo Hokuto no Ken


Kaioh, Souther e Jagi.








Universo Dragon Ball


Freeza, Cell e Goku Black.






Universo Cavaleiros do Zodíaco


Hades, Poseidon e Loki.






Universo Yu Yu Hakusho


Toguro Ototo, Shinobu Sensui e Yomi.







Universo Jojo's Bizarre Adventure


Dio Brando, Kars e Santana.





Universo Naruto


Kaguya Otsutuski, Madara Uchiha e Pain.









Universo Hunter X Hunter


Hisoka Morow, Neferpitou e Chrollo Lucilfer.







Universo Bleach 




Sosuke Aizen, Ulquiorra Cifer e Yhwach.








Universo One Piece


Crocodile, Donquixote Doflamingo e Caesar Clown.











Universo Rurouni Kenshin (Samurai-X)


Makoto Shisho, Komagata Yumi e Jin-e Udo.










Universo City Hunter


Mick Angel, Kathleen Heywood e Inagaki.








Universo Black Clover


Vetto, Licht e Rades.











Universo Boku no Hero Academia


All For One, Shigaraki Tomura e Dabi.








Universo Dragon Quest: Dai no Daiboken

(Fly, o Pequeno Guerreiro)


Hadler, Larhalt e Baran.





Ufa, personagens pra cacete não ?

Se não me engano daria uns 90 deles,
e sinceramente seria absurdo essa quantidade
até pra hoje em dia, mas como isso aqui é uma versão
hipotética do jogo, tá valendo.



Os personagens estão estabelecidos e seria interessante
ver personagens que tem alguma relação entre si, tendo
diálogos e frases de vitória especiais.

Na verdade, eles nem precisariam ser do mesmo mangá
pra isso acontecer, imagine as piadas que poderiam render
conversas entre personagens de Hokuto no Ken e JoJo.



Bem, vamos finalizar.







Trilha Sonora



Uma das coisas que eu mais gosto nos jogos da franquia
Marvel vs Capcom, é quando o personagem entra na luta
e a sua música tema começa á tocar.

Imagine isso em um jogo com personagens de animes ?

Goku entra na batalha e o seu tema é Cha-La Head Cha-La.

Seiya chega pra lutar e o começa á tocar Pegasus Fantasy.

Seria bem legal que as músicas fossem versões remixadas dos temas dos animes.


E é isso galera, o que acharam ?

Eu posso mandar o meu currículo para a Bandai Namco ou tenho
tempo livre demais e preciso urgentemente de uma namorada ?


Digam as suas opiniões.

































Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...